Image

DETALHES SOBRE A
BIBLIOGRAFIA DE MATEUS
 

Para se entender bem um texto bíblico é necessário partir da personalidade descrita nas escrituras, do ambiênte da época, da sua familia e da sua posição social e cultural.
Quando se trata de uma personagem que viveu uns dois mil anos atrás seria uma ingenuidade confiar somente em documentos referenciais, como aqueles do nosso tempo.

Image

No nosso caso exerceu uma influência determinante a convicção de fé que o verdadeiro autor das escrituras é Deus, e ainda o fato de diversos escritores do Velho Testamento usarem se esconder atrás de alguma prestigiosa figura biblica, como Salomão e David para dar maior valor aos seus escritos.
Partindo dessa premissa, em certo sentido dissuadênte, iniciamos com o nome do nosso evangelista Mateus, em aramáico, Matthai. Por todo o novo ano liturgico nos evangelhos domenicais será proposto sempre um fato relativo a Mateus.
Image

Lucas o chama simplesmente  Leví: "  ( Gesú ) ..... saiu e viu um publicano de nome Levi ( Lc.5.27 )"  Mas é só ele que o define assim. Poderia tratar-se de um epíteto, para indicar sua origem, próprio da tribu de Levi e disso temos exemplos até na Italia, como Arrigo Levi, Carlo Levi e outros. Entretanto, existiam também casos de personagens de um tribu tendo o nome típico de uma outra.: Judas Taddeu, Judas o galileo, heroi nacional contra os romanos, que não eram oriundos da tribu de Giudá, como o era Judas Escariotes. Em qualquer caso, segundo J. Jeremias " o nome de Leví era trazido especialmente pelos levitas", com raras exceções (J. Jeremias, Jerusalém no tempo de Jesus, ed. Dehonianas 1989, p.331, n°441)
Image
Portanto, Matthai, o Mateus, era provavelmente um levita, uma espécie de sacerdote de segunda classe ou seja daqueles que não tinham obrigação alguma de se dedicar ao culto no Templo de Jerusalém.
A respeito, o mesmo J. Jeremias nos fornece noticias de grande importância para comprender a posição canonica do nosso evagelista. ntramos numa matéria bastante complicada, mas muito interessante, pois existiam ao tempo de Jesus: A casta de summos sacerdotes: que Jeremias chama de aristocracia sacerdotal, composta dos chefes dos sacerdotes hebráicos e à qual pertencia  a summa autoridade  sobre toda a casta sacerdotal tendo por  residência  Jerusalém ( 286 ss):  a casta dos sacerdotes comuns, subdividida em 24 classes sacerdotais, nenhuma delas, segundo comentários, garantia uma semana de serviços liturgicos em Jerusalém (pp 310 ss)  podiam morar até fora da cidade, como o caso de Zacarias, o Pai de João Batista.  Por fim, os levitas,  descendentes de altos lugares, descritos no Deuteronomio, e que constituiam o baixo clero, os menos apreciados. Esses eram inferiores aos sacerdotes e como tal não partecipavam do serviço sacrifical: estavam encarrregados da musica e dos serviços inferiores do Templo.
Image
Um fato,sobretudo, caracterizava a posição deles: como aos laicos, também para esses era probido, sob pena de morte, de entrar no edificio do templo e subir ao altar. Calcula-se que haviam mais ou menos l0.000 ( dez mil ) membros efetivos deles. O nosso Mateus devia pertencer a este clã inferior, ma continuava sempre pertencendo a esta casta sacerdotal e, nesse sentido, era canonicamente superior à Jesus (!) o seu Mestre, que, como sabemos pertencia à tribu de Judá, e era um simples laico. Terminando esta explicação devemos agradecer à Deus que nos permitte vislumbrar essas descobertas importantissimas, ou melhor, indinspensáveis para uma comprensão mais completa de um escrito evangélico, proclamado com muita frequência em nossas igrejas. Seguramente, sentiremos evocar as palavras de fé sobre o Salvador e nos sentiremos em uma condição de aprendisagem diversa daquela que nos dispunhamos  até agora.
Padre: Bernardino Bordo ( Passionista )

Image

AS VIAS DO ESPIRITO

SOLENIDADE DE PENTECOSTES

Image

SOLENIDADE DE PENTECOSTES
24 MAIO 2015
UMA REFLEXÃO


O tema principal desse Domingo de Pentecostes é evidentemente o Espirito Santo, como Dom de Deus a todos os crentes que dá vida, renova, transforma e constroe  a comunidade e faz nascer o homem de novo.
O Evangelho nos apresenta a comunidade cristã reunida à volta de Jesus Ressuscitado. Para João essa comunidade passa a ser uma comunidade viva, recriada, nova a partir do Dom do Espirito, sendo o Espirito que permite aos crentes superar o medo e as limitações e da testemunho ao mundo desse amor que Jesus viveu até as ultimas consequências.
...


THE WAYS OF THE SPIRIT

Imitação......3.40 COMO O HOMEM DE SI MESMO NADA TEM DE BOM E DE NADA PODE GLORIAR-SE


Image

Imitação......3.40
 
COMO O HOMEM DE SI MESMO NADA TEM
 DE BOM E DE NADA PODE GLORIAR-SE

 
Senhor: que é o homem para que dele vos lembreis: que é o filho do homem para que o visiteis ?
Que merecimento tinha o homem para que lhes désseis a vossa graça ?
Senhor, de que podia queixar-me, se me desamparesseis ?
Que posso eu, com justiça objetar, se não me concedeis o que vos peço ?
Certamente posso pensar e dizer com verdade:Senhor, nada  sou e nada posso, nada tem de bom em mim, falta-me tudo, tendo sempre para o nada. Se não for por vós amparado e inteiramente fortalecido, logo me torno tíbio e dissipado.


LOS CAMINOS DEL ESPIRITU

ANIVERSARIO DE LOS ESTIGMAS DEL PADRE PÍO

Image

ANIVERSARIO DE LOS ESTIGMAS DEL PADRE PÍO
(20 DE SEPTIEMBRE DE 1918)
El Padre Pío, visto en el escenario de la cultura contemporánea, es de una sorprendente modernidad y su “áspera humildad” esconde “un conocimiento psicológico impensable y profundo” de nuestra época y de los males que la afligen. En los tiempos del triunfo de la “civilización técnica” y del “apostolado activista y clamoroso”, su predicación y su apostolado “fue silencio lleno de Dios y su inmolación en el confesionario:


WEGE DES GEISTES

Maria e Giuseppe

Image

Maria e Giuseppe si amorono
come fratello e sorella?


Abbiamo premesso, a suo luogo, che al momento dell'annunciazione la Vergine e Giuseppe erano già vincolati da una specie di contratto prematrimoniale, in forza del quale sarebbero giunti, entro breve scadenza, a vivere insieme, come ogni altra coppia di sposi.  A quel punto, il loro amore non poteva essere più quello della semplice amicizia. L'amore tra fidanzati è specifico; potrebbe anzi definirsi potenzialmente coniugale. Che sia stato puro, intemerato non può mettersi in dubbio: è deducibile anche dal loro comportamento, durante i giorni dell'angoscia, da parte di tutti e due gli interessati.


 

Preghiere

Io ti adoro...

Image

... silenzioso Dio

O Gesù ti adoro, Ostia candida,
sotto un vel di pane, nutri l'anima.
Solo in te il mio cuore si abbandonerà,
perché tutto è vano se contemplo te.

L'occhio, il tatto, il gusto non arriva a te,
ma la tua parola resta salva in me:
Figlio sei di Dio, nostra verità;
nulla di più vero, se ci parli tu.