Image

 VIVIR SEGÚN EL ESPÍRITU SANTO
Vivir  según el Espíritu Santo, es difícil.
Vivir  con el Espíritu Santo, no lo es tanto.
Es  bueno pensar que, El,
nos  acompaña aunque no nos demos cuenta;
nos  habla, aunque no lo escuchemos;
nos  conduce, aunque acabemos eligiendo el camino contrario;
nos  transforma, aunque pensemos que, todo, es obra nuestra.

 

Image

VIVIR PENTECOSTÉS
es  pedirle a Dios, que nos ayude a construir
la  gran familia de la Iglesia
es  orar a Dios, para sacar de cada uno lo mejor de nosotros mismos
es  leer la Palabra y pensar: “esto lo dice Jesús para mí”
es  comer la Eucaristía,
y  sentir el milagro de la presencia real de Cristo
es  rezar, y palpar –con escalofríos- el rostro de un Dios que nos ama.

Image
 
¡PENTECOSTÉS ES EL DIOS  INVISIBLE!
El  Dios que camina hasta el día en que nos llame a su presencia
El  Dios que nos da nuevos bríos e ilusiones
El  Dios que nos levanta, cuando caemos
El  Dios que nos une, cuando estamos dispersos
El  Dios que nos atrae, cuando nos divorciamos de El

Image
 
¡PENTECOSTÉS ES EL DIOS  DE LA BRISA!
El  Dios que nos rodea con su silencio
El  Dios que nos indica con su consejo
El  Dios que nos alza con su fortaleza
El  Dios que nos hace grandes con su sabiduría
El  Dios que nos hace felices con su entendimiento
El  Dios que nos hace reflexivos con su santo temor
El  Dios que nos hace comprometidos, con el don de piedad
El  Dios que nos hace expertos, por el don de la ciencia
Pentecostés,  entre otras cosas, es  valorar, vivir,
comprender y estar orgullosos de
todo  lo que nos prometió Jesús de Nazaret.
¿Cómo?  Dejándonos guiar por su Espíritu
                                                                              J. Leoz
Image

AS VIAS DO ESPIRITO

Imitação.... 2.10 DO AGRADECIMENTO PELA GRAÇA DE DEUS

Image

Imitação.... 2.10
 
DO AGRADECIMENTO PELA GRAÇA DE DEUS

 
Porque buscas repouso, se nasceste para o trabalho ? Dispõe-te mais para a paciência que para as consolações: antes para levar a cruz que para a alegria. Que homem mundano não aceitaria, de boa vontade, as consolações e alegrias espirituais, se as pudesse conseguir? Na verdade, as consolações espirituais excedem todas as alegrias do mundo e todos os deleites da carne. Porque todas as delicias do mundo são vãs ou torpes e somente às do espirito são suaves e honestas, geradas pelas virtudes e por Deus infundidas nas almas puras. Mas ninguém pode, à medida de seus desejos, gozar dessas divinas consolações porque a tentação não cessa por muito tempo.

Codice shinistaT

THE WAYS OF THE SPIRIT

Did the Virgin Mary really die?

Image

Did the Virgin Mary
really die?


The very first question that arises staring at an ancient Byzantine icon of the Dormition representing the Virgin Mary’s body laying on a bed and Her figure raising above it, it’s if this picture, painted by a Mount Athos monk, indented to represent, with such a little convincing patterns, only Her Soul or Her entire Body as well. A religious inexperienced viewer would have his attention attracted by the abstract symbolism, while the pious viewer looking for cheap experiences would be contradicted by the archaic verism of the Virgin laying on a bed on the verge on expiring, like an ordinary woman.

 

WEGE DES GEISTES

SEGUNDO DOMINGO DE PASCOA

Image

SEGUNDO DOMINGO DE PASCOA

12 ABRIL 2015

 

UMA REFLEXÃO

 

A liturgia desse Segundo Domingo de Pascoa apresenta-nos essa comunidade de Homens Novos que nasce da cruz e da ressureição de Jesus. A sua missão consiste em revelar aos homens a Boa Nova que brota da ressureição. Na primeira leitura temos numa das fotografias que Lucas apresenta da comuidade cristã de Jerusalém os traços da comunidade ideal: é uma comunidade formada por pessoas diversas mas que vivem a mesma fé num coração só e numa só alma: é uma comunidade que manifesta seu amor fraterno em gestos concretos de partilha e de dom e que, dessa forma, testemunha Jesus ressuscitado.

..

Preghiere

SIGNORE!

Image
SIGNORE!

I dubbi sulla mia misericordia e sulla Tua provvidenza verso tutti gli uomini, mi assillano, non mi concedono né tregua né pace;
il mio “io” è sempre aggressivo, prevaricante, invasivo, totalitario;
la mia voglia di “profitto” è incalzante;